Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
20/12/23 às 10h25 - Atualizado em 20/12/23 às 10h25

Fórum Distrital das Mulheres do Campo e do Cerrado encerra ano com evento

 

Nesta terça-feira (19), o Fórum Distrital Permanente das Mulheres do Campo e do Cerrado concluiu as atividades anuais com um evento que atraiu a participação de 300 mulheres, no estacionamento 10 do Parque da Cidade. Além de proporcionar um momento de confraternização, o encontro serviu como palco para apresentação de histórias inspiradoras de mulheres rurais.

 

O evento atraiu a participação de 300 mulheres, no estacionamento 10 do Parque da Cidade | Foto: George Gianni /VGDF

 

Vinculado à Secretaria da Mulher do Distrito Federal (SMDF), o colegiado desempenha um papel importante na formulação e discussão de propostas de políticas destinadas ao combate à violência contra a mulher e promover a autonomia feminina. As reuniões bimestrais ao longo do ano contribuíram também para a elaboração de políticas públicas que visam melhorar as condições de vida das mulheres rurais.

 

A vice-governadora Celina Leão destacou a atuação forte do GDF para levar segurança, qualidade de vida e assistência para todas as mulheres. “Só existem dois tipos de mulheres: aquelas que já conhecem a sua força e aquelas que ainda vão descobrir que são fortes. A missão do nosso governo é trabalhar para que todas as mulheres sejam atendidas em suas necessidades. Estamos mudando o lugar onde vivemos para melhor, e isso reflete diretamente na vida dessas mulheres”, disse.

 

Celebrando as conquistas do colegiado ao longo do ano, a secretária da Mulher, Giselle Ferreira, reforçou o compromisso com as mulheres rurais. “Quando mulheres se reúnem para lutar por um mesmo propósito, conseguimos alcançar lugares extraordinários. A nossa missão é escutar, anotar e tomar medidas para resolver. Com o apoio de diversas pastas do GDF, conseguimos atender a demandas que anteriormente não eram ouvidas, como a inclusão de novos pontos de ônibus e a instalação de iluminação pública para proporcionar mais segurança às mulheres”, afirmou.

 

Ao longo de 2023, o fórum desempenhou um papel fundamental na promoção de ações concretas por parte da SMDF. A inclusão das mulheres artesãs rurais no cadastro de Carteira do Artesão e a ampliação do diálogo sobre a importância de fornecer água à comunidade rural foram exemplos. Além disso, a unidade móvel realizou atendimentos, levando serviços itinerantes de promoção da mulher, divulgação dos direitos, promoção da saúde, prevenção e combate à violência contra as mulheres no campo, cerrado, território urbano do DF e Entorno, entre outras ações.

 

Durante o evento de encerramento, as participantes tiveram a oportunidade de ouvir relatos comoventes de mulheres que enfrentaram desafios no meio rural e encontraram maneiras de superá-los, como Terezinha Maria de Araújo, uma das participantes mais antigas do fórum. “O ano foi marcado por conquistas significativas, especialmente no empoderamento das mulheres e no fortalecimento do fórum. Vários núcleos rurais, anteriormente desprovidos de transporte público, foram atendidos, beneficiando as crianças que antes não podiam ir à escola e as pessoas sem carro que enfrentavam dificuldades para se deslocar até a cidade”, disse.

 

O evento foi enriquecido por apresentações culturais diretamente da região rural, destacando o projeto das Sambadeiras de Roda. Além disso, foram realizados testes rápidos para o HPV, com o apoio da Fiocruz, enquanto a Secretaria de Saúde (SES-DF) ofereceu serviços de vacinação. A presença da Emater proporcionou orientações e a distribuição de mudas de plantas, e a Conafer contribuiu com serviços jurídicos e informações relacionadas à aposentadoria rural. As mulheres também desfrutaram de serviços de beleza e tiveram a oportunidade de trocar experiências sobre empreendedorismo.

 

A subsecretária de Promoção das Mulheres, Renata D’águia, encarregada do atendimento às mulheres rurais, destaca os próximos passos do fórum. “Nosso objetivo é dar continuidade às ações e assegurar que a voz dessas mulheres seja ouvida. Reconhecemos que as mulheres rurais enfrentam desafios significativos, e é essencial que, como mulheres, cultivemos empatia umas pelas outras. O fórum desempenha um papel crucial ao fortalecer a união e promover discussões que resultam em conquistas significativas e assim será o próximo ano”, concluiu.

 

Por: Agência Brasília *Com informações da Secretaria da Mulher do Distrito Federal (SMDF)