Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
8/03/24 às 10h08 - Atualizado em 8/03/24 às 10h08

DF terá R$ 100 milhões do PAC para obras na saúde, educação e infraestrutura social

 

O Distrito Federal terá cerca de R$ 100 milhões em recursos do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Seleções para obras de saúde, educação e infraestrutura social. A divulgação  do PAC Seleções ocorreu no Palácio do Planalto nesta quinta-feira (7).

 

Presente ao anúncio do novo PAC, a vice-governadora Celina Leão agradeceu a iniciativa do governo federal: “Esses investimentos são sempre muito bem-vindos, porque com eles conseguimos garantir infraestrutura para nossa cidade e melhorar as condições de vida da nossa população” | Foto: George Gianni/VGDF

 

A vice-governadora Celina Leão compareceu ao evento, que teve a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, além de governadores e ministros.

 

Estão previstas para o DF obras de creches, escolas em tempo integral, unidades básicas da saúde, unidades odontológicas móveis, policlínica e centros de assistência psicossocial, entre outras.

 

Infraestrutura

 

“Nós temos disponíveis R$ 4 bilhões em recursos próprios para investimento em 2024 e esperamos chegar a R$ 6 bilhões com repasses e financiamentos da União e de organismos internacionais”, afirmou Celina Leão. “Esses investimentos são sempre muito bem-vindos, porque com eles conseguimos garantir infraestrutura para nossa cidade e melhorar as condições de vida da nossa população.”

 

Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, foram investidos em infraestrutura no país R$ 233,4 bilhões em 2023, ante R$ 178,4 bilhões em 2022, somando os setores público e privado. Com o novo PAC, a expectativa é que estados, municípios e o DF aumentem os investimentos em 2024, boa parte por meio de parcerias público-privadas.

 

“Temos que olhar a necessidade do povo e da região que mais necessita daquele investimento; esse é o critério do PAC Seleções”, explicou o presidente Lula ao comentar sobre os projetos.

 

Por: Agência Brasília