Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
9/08/23 às 11h32 - Atualizado em 9/08/23 às 11h33

Alunos do 2º Ciclo do QualificaDF participam de aula inaugural

 

Os 8.050 novos alunos do 2º Ciclo de 2023 do QualificaDF, programa de capacitação profissional oferecido gratuitamente pelo Governo do Distrito Federal (GDF), participaram da aula inaugural no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, nesta terça-feira (8). Durante todo o ano serão ofertadas 24 mil vagas divididas em três ciclos, segundo a Secretaria Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do DF (Sedet), que está à frente do projeto.

 

Celina Leão destaca a preocupação do GDF em investir “no trabalho, no empreendedorismo, na geração, não só do emprego, mas de renda também” I Foto: George Gianni/ ASCOM VGDF

 

”Esse é um programa que cria oportunidades para quem quer oportunidade. O GDF investe nas pessoas que queiram se qualificar, com lanches, transporte e ainda tem o pós-curso, com o encaminhamento pela Secretaria do Trabalho para as agências do trabalhador, além de impulsionar o empreendedorismo. É o Governo do Distrito Federal acreditando no trabalho, no empreendedorismo, na geração, não só do emprego, mas de renda também”, enalteceu a vice-governadora Celina Leão.

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Thales Mendes, destacou que o programa é uma grande oportunidade de ingresso no mercado de trabalho. “É uma conjunção das 50 profissões que mais contratam em Brasília, temos uma interlocução com o setor produtivo e conhecimento das vagas que são ofertadas e diante disso preparamos um grande pacote de qualificação profissional, que é o QualificaDF”, explica.

 

Para Mendes, o QualificaDF abrange todos cidadãos de forma democrática. “Não faz distinção de idade, gênero e cor, e qualquer um que queira se qualificar pode fazer parte dos cursos. O objetivo final é que as pessoas saiam empregadas e que realmente tenham qualificação profissional”, completa.

 

Aos 62 anos, a aposentada Geanilce de Sousa, aluna do curso de corte e costura, destacou a oportunidade de participar da capacitação. “Gosto muito do curso pela qualidade e respeito. Eles não comentem o ageísmo [preconceito em razão da idade] nessa equipe de trabalho, tem alunos na minha turma de 78 anos. É importante para nós continuar aprendendo. Quero aprender a costurar para fazer roupas para os meus netos e empreender”, disse.

 

Expectativa dos alunos

 

Os alunos do 2° ciclo de 2023 participam de capacitações que abrangem diferentes áreas, entre elas, vendas, indústria, agronegócio, serviços e saúde. Destas, 250 são para cursos acessíveis com a presença de intérpretes de Libras (Língua Brasileira dos Sinais). As capacitações ocorrem nas unidades do programa localizadas na Asa Sul, Guará, Paranoá, Planaltina e Taguatinga.

 

O estudante Felipe Augusto, 31, acredita que o curso é uma oportunidade de aprender uma nova profissão. “Escolhi jardinagem e paisagismo e acredito que será um novo conhecimento em uma área que gosto e tenho interesse em me aprofundar e quem sabe trabalhar na área e ter o meu próprio negócio”, espera.

 

Já Larissa Rodrigues, 21, foi aluna do 1º ciclo deste ano, e conseguiu ingressar neste segundo em busca de mais qualificação. “Fiz o treinamento de recepcionista e agora estou estudando auxiliar de secretariado executivo e acredito que com mais essa capacitação melhora o meu currículo e facilitar minha busca por emprego”, acredita.

 

Com duração de 240 horas, a formação ocorre em um dos três turnos: matutino (das 8h às 12h30), vespertino (das 14h às 18h30) e noturno (das 19h às 22h30). Os participantes do programa têm direito a um kit educando com caderno, apostila, caneta, borracha, lápis e pasta, além de dois uniformes, auxílio transporte (por meio de emissão de cartão vale-transporte), lanche diário, seguro contra acidentes pessoais e certificado autenticado.

 

Por Agência Brasília