Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/05/19 às 11h07 - Atualizado em 11/06/19 às 16h49

Governador em exercício, Paco Britto, ressalta em discurso a importância da história do 4°BEC

COMPARTILHAR

Representando o governador em exercício, Paco Britto, o chefe de gabinete da vice-governadoria do Governo do Distrito Federal, Paulo César Chaves, participou, na manhã desta segunda-feira (27), da sessão solene em homenagem ao 4° Batalhão de Engenharia e Construção (4° BEC). A solenidade, realizada no Plenário Ulysses Guimarães, da Câmara dos Deputados (CD), teve como presidente da sessão o deputado federal Carlos Tito (BA), idealizador da homenagem.
“O quarto Batalhão de Engenharia e Construção, do Exército Brasileiro, é uma dessas instituições que merecem toda a reverência do povo brasileiro, exercendo um papel de grande relevância, desde 1955, que é o de integrar o Brasil”, declarou Paulo César, lendo um discurso de Paco Britto elaborado para o evento. “Todo esse trabalho, além dos óbvios reflexos no desenvolvimento regional, é agregado a uma integração com a sociedade civil, seja a partir de empregos para a comunidade ou na formação cívico-militar dos cidadãos”.

A solenidade foi marcada pelo enaltecimento das atividades que vêm sendo realizadas pelo 4º BEC desde sua fundação / Fotos: Paulo H Carvalho/Agência Brasília
Sob a regência do primeiro-tenente Jeferson da Silva Figueiredo, a Banda do Batalhão da Polícia do Exército de Brasília executou o Hino Nacional, e, em seguida, os presentes assistiram ao vídeo institucional do 4° BEC. Na continuação, o deputado Tito leu o discurso do presidente da CD, deputado federal Rodrigo Maia, que também destacou a trajetória da instituição homenageada e falou sobre o papel das sessões solenes. “São extremamente importantes para dar o devido reconhecimento aos profissionais que raramente são lembrados, mas imprescindíveis para o país”, sintetizou o texto.
Na oportunidade, a comissão homenageou o ex-combatente Eurípedes Pamplona, presente à solenidade. Também compuseram a mesa o chefe de gabinete Paulo César; o coronel Thadeu Luiz Crespo Alves Negrão, do Departamento de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro; o tenente-coronel Eduardo Henrique da Silva Bastos, comandante do 4° BEC; o general de brigada Wagner Oliveira Gonçalves, superintendente de Patrimônio da União no Distrito Federal; o comandante Kleber Rebouças Range e o tenente João Paulo Pinheiro Lima.
Presenciaram o evento deputados, seis ex-comandantes do 4°BEC e oficiais do Exército e demais integrantes da corporação, além dos familiares dos homenageados e dos alunos de escolas-classe de Taguatinga e Samambaia e da Cooperativa Educacional de Barreiras, presenteada com o livro de autoria do tenente Paulo Pinheiro Tiro, Guerra e Mito: A história de um barreirense na Segunda Guerra Mundial.

Missões
Desde sua criação, o 4º BEC vem participando ativamente de obras em ferrovias, açudes, barragens, sistemas urbanos de abastecimento de água, sistemas de irrigação, poços tubulares, redes de distribuição de água, sistemas de drenagens superficiais e profundas. Também é marcante a participação do batalhão na implantação de rodovias com pavimentação, estradas vicinais e pontes, além de trabalhos de conservação e restauração, terraplenagem, construção de escolas, casas e quartéis e recuperação de aeroportos.
O 4° BEC foi criado em 1955, por meio de decreto presidencial, e se instalou na em Crateús (CE), promovendo as ligações por via ferroviária entre essa cidade e Solonópolis (CE) e de Oiticica a Picos, no Piauí. Em 1972, o batalhão foi transferido para Barreiras, na Bahia, onde ganhou o nome do General Argolo, um baiano responsável por algumas das mais importantes obras realizadas pela engenharia militar.
O Exército Brasileiro, conforme foi lembrado durante a cerimônia, tem sido destaque na construção, duplicação e recuperação de rodovias importantes por todo o Brasil, como a Transamazônica e a BR-116, entre outras. Atualmente, os militares do batalhão realizam serviços de adequação e restauração do trecho sergipano da BR-101 e trabalham na revitalização das margens do rio São Francisco no município de Barra, na Bahia.